fbpx

Lei de pagamento diferenciado incentiva a busca de desconto

Lei de pagamento diferenciado incentiva a busca de desconto

Lei de pagamento diferenciado incentiva a busca de desconto

Recentemente vimos ser sancionada a lei que permite que sejam cobrados preços diferentes para pagamento em dinheiro e em cartões de débito e de crédito, para o mesmo produto. Uma medida provisória editada no final do ano passado já permitia essa prática. A lei gerou polêmica: parte da sociedade, e até instituições de defesa do consumidor se posicionaram contra essa medida. Eles entendem que os comerciantes vão aumentar os preços para quem realiza suas compras no cartão.

cartao-de-credito

Essa é uma afirmação que merece uma reflexão. Imagine que você seja um comerciante e não saiba qual a forma de pagamento que o seu cliente utilizará e que você não possa diferenciar os preços para quem compra à vista (seja no dinheiro ou no cartão). O que você faz? Embutirá no preço os custos com o cartão, pois o comerciante que não fizer isso e acrescentar uma margem de lucro, não terá sustentabilidade financeira e sua empresa caminhará para a falência.

Ou seja, quem arca com todos os custos na ponta final é o consumidor, inclusive com todos os tributos indiretos: IPI, ICMS, entre outros. A não discriminação de preço prejudica os consumidores

Sendo os custos menores para vendas em dinheiro, o que o comerciante pagava à administradora dos cartões, ele tenderá a repassar aos clientes. Talvez até um desconto maior já que nas vendas em cartões de crédito, o comerciante recebe somente em 30 dias após a realização da venda.

Para entender melhor esses benefícios, veja uma simulação de uma venda de R$ 100,00 e de outra de R$ 1 mil considerando que a empresa paga uma taxa média de administração de 2% para vendas no cartão de débito e 3,5% para vendas no cartão de crédito. Nesse exemplo, consideramos como custo de oportunidade -ou seja, quanto o dono do dinheiro deixa de ganhar se aplicasse esse valor – o rendimento de 0,5% ao mês (equivalente à da poupança –uma das rentabilidades mais baixas entre os instrumentos financeiros).

Simulação de valores gastos em compras no cartão

A tabela mostra o quão vantajosa é a compra em dinheiro. Nessa simulação, a economia poderá ser de 4,04% –  equivale a quase 8 meses de rendimento de uma caderneta de poupança.

No caso do desconto para a compra de R$ 1 mil, o consumidor pode usar os R$ 40 descontados para fazer outra compra ou mesmo para aplicar.

Artigo em coautoria com o Professor e Doutor em Economia Aplicada, Fernando Antônio Agra Santos.

Fonte: http://g1.globo.com

qualityautomacao.com

Tags:, , , , ,

Deixe um comentário

  • Milena Porto

    Após a implantação do webPosto pay tivemos um retorno muito bom em questão de otimização de tempo nos abastecimentos e na emissão de cupons fiscais e nota de cliente. Também houve uma redução significativa na margem de erro nos valores de cupons e notas ficais emitidos, bem como, maior controle de fluxo de caixa e redução dos erros nos fechamentos de caixa.

    Milena Porto

    Posto Portal Mar Azul
    Ilheus – BA

  • Nebelto Carlos

    A Quality Automação se destaca pelo atendimento personalizado e um sistema dinâmico em relação às novas demandas. Através do webPosto eu estou sempre conectado ao meu negócio e posso acompanhar as vendas e os estoques na palma da mão. Com a Quality, tenho acesso fácil aos gestores e o suporte sempre resolve os problemas em tempo hábil.

    Nebelto Carlos

    Rede Serra Linda
    Serra – ES

  • Nebelto Carlos

    Há mais de 20 anos revendo o software para postos de combustíveis, fui franqueado por 8 anos de outra empresa do ramo. Ao conhecer a Quality Automação, com um sistema inovador, e uma política comercial que permite o nosso crescimento, não tive dúvida em vestir a camisa.
    A facilidade de instalação e a simplicidade de operação, além de não necessitar de uma mega infraestrutura, que acontece na maioria de outros sistemas, superando todas nossas expectativas.

    Rikaliton Guedes

    Revenda de Manaus
    Manaus – AM