fbpx

Mudanças que podemos esperar do mercado de combustíveis para 2020

Mudanças que podemos esperar do mercado de combustíveis para 2020

Mudanças que podemos esperar do mercado de combustíveis para 2020

O Governo Federal deseja realizar mudanças no setor de combustíveis, conhecido como downstream, que vai desde a cadeia logística de refinarias, formuladores e importadores de combustível, passa por distribuidores ou Transportadores-Revendedores-Retalhistas (TRRs) e chega aos postos.

Estas mudanças afetariam diretamente cerca de 40 mil estabelecimentos de revenda espalhados por todo o país. Por isso, os revendedores deverão ficar muito atentos ao mercado e às mudanças que ocorrerão no setor em 2020.

Quais mudanças podemos esperar do mercado de combustíveis?

Preços dos combustíveis

Uma das mudanças que o Governo Federal deseja promover está ligada aos preços. A intenção é baixar os valores dos combustíveis para os consumidores finais. Para atingir essa meta, o governo poderá fazer mudanças radicais na tributação e no marco regulatório do setor.

O presidente da República Jair Bolsonaro critica muitas vezes o valor dos combustíveis, principalmente por causa do ICMS que é cobrado pelos estados. O presidente protesta porque mesmo quando o governo diminui os valores nas refinarias, o consumidor final não é atingido com a redução do preço.

Sendo assim, o presidente prometeu que enviaria ao Congresso um projeto de lei onde o ICMS de combustíveis tenha um valor fixado por litro.

Regulamentação

Além da discussão sobre os valores, as autoridades estão de olho na modernização das portarias e resoluções que regulam as atividades do setor. Em nome da livre economia, algumas figuras jurídicas desconhecidas do mercado deverão fazer parte dos novos arranjos societários e modelos de negócio.

Desde a crise decorrida da greve de caminhoneiros em 2018, o governo começou o processo de revisão da legislação aplicada ao donwstream. No mesmo ano, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) fez três tomadas públicas de contribuição sobre o tema, sobre o fim da tutela da marca comercial, a verticalização e a venda direta de etanol das usinas aos postos.

Já em 2019, o Ministério de Minas e Energia (MME) começou a controlar esse processo, quando editou a Resolução CNPE nº 12/2019. Ela determinou a realização dos estudos de impacto regulatório. Eles ainda não foram concluídos. Mesmo assim, o debate segue acelerado.

Uma das possibilidades de mudança é a chegada da função do jobber ao Brasil. Ela é muito conhecida nos Estados Unidos. O jobber seria uma forma de TRR melhorado, ou seja, um atacadista que faria também a entrega de combustíveis para a revenda, como uma distribuidora volante. A questão principal no caso é saber se ele será utilizado para permitir a verticalização do setor no Brasil.

Revenda em risco

Em janeiro de 2020, a ANP realizou um workshop para discutir as modificações na Resolução 41/2013, que cuida da atividade de revenda varejista. Discutiu-se a promoção da abertura do refino para criar condições jurídicas suficientes para que as distribuidoras operem refinarias de combustível em paralelo à importação.

A pergunta a se fazer é como isso será viabilizado, já que afetará o downstream. No entanto, a discussão foi apresentada superficialmente. Não há ainda como precisar os efeitos dessa novidade no varejo.

Este artigo foi esclarecedor para você? Acesse nosso site e tenha mais informações sobre o mercado de combustíveis. Cadastre-se e receba mais notícias.

Tags:, ,

Deixe um comentário

  • Milena Porto

    Após a implantação do webPosto pay tivemos um retorno muito bom em questão de otimização de tempo nos abastecimentos e na emissão de cupons fiscais e nota de cliente. Também houve uma redução significativa na margem de erro nos valores de cupons e notas ficais emitidos, bem como, maior controle de fluxo de caixa e redução dos erros nos fechamentos de caixa.

    Milena Porto

    Posto Portal Mar Azul
    Ilheus – BA

  • Nebelto Carlos

    A Quality Automação se destaca pelo atendimento personalizado e um sistema dinâmico em relação às novas demandas. Através do webPosto eu estou sempre conectado ao meu negócio e posso acompanhar as vendas e os estoques na palma da mão. Com a Quality, tenho acesso fácil aos gestores e o suporte sempre resolve os problemas em tempo hábil.

    Nebelto Carlos

    Rede Serra Linda
    Serra – ES

  • Nebelto Carlos

    Há mais de 20 anos revendo o software para postos de combustíveis, fui franqueado por 8 anos de outra empresa do ramo. Ao conhecer a Quality Automação, com um sistema inovador, e uma política comercial que permite o nosso crescimento, não tive dúvida em vestir a camisa.
    A facilidade de instalação e a simplicidade de operação, além de não necessitar de uma mega infraestrutura, que acontece na maioria de outros sistemas, superando todas nossas expectativas.

    Rikaliton Guedes

    Revenda de Manaus
    Manaus – AM