Coronavírus: ações que os postos de combustíveis podem tomar diante da pandemia

Coronavírus: ações que os postos de combustíveis podem tomar diante da pandemia

Coronavírus: ações que os postos de combustíveis podem tomar diante da pandemia

Com o aumento dos casos de coronavírus por todo o mundo, é necessário que os setores que precisam se manter funcionando, tomem medidas para tornar seguro o trabalho de seus colaboradores, e  isso não é diferente quando falamos de postos de combustíveis.

Esse tipo de empreendimento está em uma posição delicada e estratégica. Primeiramente, existe um contato muito grande e direto com os clientes. Além disto, se trata de um setor essencial, providenciando os combustíveis para diversos veículos importantes.

Para entender como tornar seguro o seu ambiente de trabalho, preparamos este artigo com ações que você pode tomar neste período.

Boa leitura!

Fique atento às resoluções da ANP

Para evitar um pânico desnecessário, a melhor recomendação é ouvir as autoridades no assunto. Por isso, o seu posto deve ficar sempre atento às recomendações da ANP em relação ao coronavírus.

No dia 23 de março, a agência se pronunciou, e publicou uma resolução com algumas medidas de como os postos de gasolina podem lidar com a pandemia.

Entre as mais importantes, o funcionamento do estabelecimento deve ser no mínimo de 7h da manhã até 19h da noite, de segunda-feira a sábado. Qualquer horário menor do que este, deve ser autorizado pela ANP.

Se quiser, confira na íntegra a resolução no Diário Oficial da União.

Oriente os colaboradores em como evitar a proliferação do coronavírus

Como é um ambiente em que existe um contato direto com o público, os frentistas devem sempre ser orientados a limitar o contato e ter certas medidas de segurança. São medidas de segurança que precisam ser adotadas para sua equipe e para os clientes que passam por seu estabelecimento. Veja abaixo algumas dicas de como otimizar a higiene de seu time:

  1. Após cada atendimento, deve ser evitado colocar as mãos na boca, nos olhos e no nariz. Especialmente após pegar no dinheiro, no cartão ou nas chaves do cliente.
  2. O ideal é que o colaborador lave as mãos após cada atendimento. Porém, se houver a necessidade de um atendimento seguinte imediato, o álcool em gel 70% é usado para higienização mais rápida. Após isso, na primeira pausa, as mãos devem ser lavadas com água e sabão.
  3. máquina de cartão também deve ser higienizada após cada pagamento, já que tende a ser o principal meio de atendimento, usando o álcool gel 70%. Os equipamentos do posto, como o bico de abastecimento e a bomba, também são higienizados a cada atendimento.

Priorize a limpeza das áreas comuns

O gerente do posto deve ficar mais atento a limpeza das áreas comuns, especialmente aquelas em que existe uma movimentação de pessoas. Alguns bons exemplos são:

  • Banheiros;
  • Maçanetas;
  • Corrimãos;
  • Puxadores de portas;
  • Mesas;
  • Cadeiras.

Estes são limpos com uma regularidade maior do que a normal, também com água, sabão e álcool. Monte rotinas de limpeza, a cada hora, por exemplo. Atitudes como esta são essenciais para manter a limpeza adequada do ambiente.

Os cuidados com a área administrativa

Já em relação à área administrativa, os mesmos cuidados acima também se aplicam. Além disso, evitar o contato, lavar sempre as mãos e manter o ambiente higienizado.

Contudo, a maior recomendação dos órgãos de saúde se aplica neste caso: ficar em casa. Limite o espaço administrativo apenas a quem é essencial. O essencial é que todos os outros trabalhem em regime de home office.

Forneça equipamentos de proteção individual

Os postos de gasolina também devem oferecer para seus colaboradores os Equipamentos de Proteção Individual necessários, como máscaras e luvas.

Também é preciso orientar aos mesmos que não compartilhem itens pessoais, como talheres, pratos e copos. Caso exista uma copa ou refeitório, cada colaborador deve ter seus itens separados.

Dispense o colaborador em sinal de doença

Caso o colaborador apresente alguns dos sintomas de gripe ou resfriado, especialmente se for a febre ou dificuldade respiratória, você deve imediatamente dispensá-lo do trabalho durante o período de quarentena, que dura 14 dias.

Garanta que ele procure um médico ou um posto de atendimento, para receber a orientação de como se tratar.

Disponibilize álcool em gel 70%

Apesar de não substituir a lavagem das mãos com água e sabão, o álcool em 70% é essencial como alternativa para a higienização. Portanto, garanta que ele esteja disponível para os colaboradores a todo momento, em um local adequado.

Outra boa dica, é colocar nos banheiros papéis com as instruções oficiais do ministério da saúde de como lavar as mãos. Este panfleto da ANVISA é um ótimo exemplo de uma explicação bem completa e simples.

Não use o etanol para higienização

Circularam na internet, ainda no início da pandemia, informações que diziam que o etanol combustível poderia ser usado para receitas caseiras de álcool em gel 70%. O etanol não é eficiente contra o coronavírus e pode até ser tóxico.

álcool em gel correto é um produto industrializado, regulamentado pela ANVISA e produzido especialmente para ser aplicado na pele humana. Como o etanol tem um uso completamente diferente, não oferece a mesma segurança e eficácia.

Ou seja, não se deve utilizar o etanol para higienização.

Cuide bem dos colaboradores

Por fim, é preciso deixar claro a importância dos cuidados com os colaboradores. Como gerente ou gestor de um posto, seu trabalho é garantir a segurança deles.

Então, o primeiro passo é com o público que está no grupo de risco. São pessoas de mais de 60 anos ou que tem alguma doença crônica, como a diabetes ou a hipertensão.

Se o colaborador tem pais ou avós que se enquadram neste grupo, é preciso pensar em alguma solução para limitar o seu contato.

Já caso o colaborador tenha um filho pequeno que está em casa por conta da paralisação nas escolas, os mesmos não devem ficar com os avós. Por isso, oriente os profissionais a entrarem em contato com a gerência para encontrar uma solução.

Também é importante não esquecer os direitos trabalhistas. Além disso, profissionais com qualquer doença tem o direito ao afastamento, especialmente no caso de profissionais que fazem parte do grupo de risco e demandam tratamento diferenciado.

Estas são algumas ações que os postos de combustíveis podem tomar diante da pandemia de coronavírus, de modo a proteger seus colaboradores e toda a sociedade.

Para ficar por dentro de todas as novidades do coronavírus e como ele afeta o seu posto, confira o nosso site e se cadastre para receber todas as notícias.

Tags:,

Deixe um comentário

  • Milena Porto

    Após a implantação do webPosto pay tivemos um retorno muito bom em questão de otimização de tempo nos abastecimentos e na emissão de cupons fiscais e nota de cliente. Também houve uma redução significativa na margem de erro nos valores de cupons e notas ficais emitidos, bem como, maior controle de fluxo de caixa e redução dos erros nos fechamentos de caixa.

    Milena Porto

    Posto Portal Mar Azul
    Ilheus – BA

  • Nebelto Carlos

    A Quality Automação se destaca pelo atendimento personalizado e um sistema dinâmico em relação às novas demandas. Através do webPosto eu estou sempre conectado ao meu negócio e posso acompanhar as vendas e os estoques na palma da mão. Com a Quality, tenho acesso fácil aos gestores e o suporte sempre resolve os problemas em tempo hábil.

    Nebelto Carlos

    Rede Serra Linda
    Serra – ES

  • Nebelto Carlos

    Há mais de 20 anos revendo o software para postos de combustíveis, fui franqueado por 8 anos de outra empresa do ramo. Ao conhecer a Quality Automação, com um sistema inovador, e uma política comercial que permite o nosso crescimento, não tive dúvida em vestir a camisa.
    A facilidade de instalação e a simplicidade de operação, além de não necessitar de uma mega infraestrutura, que acontece na maioria de outros sistemas, superando todas nossas expectativas.

    Rikaliton Guedes

    Revenda de Manaus
    Manaus – AM